aparece a opção no app e não fui aprovado! Saiba os motivos!


O aplicativo Caixa Tem foi criado em 2020 para pagar os beneficiários do Auxílio Emergencial. No entanto, com o passar do tempo, o app passou por algumas atualizações para liberar mais funções para os usuários, dentre elas, o empréstimo.

É provável que você também goste:

Confira quem pode pedir empréstimo de até R$ 1 mil pelo Caixa Tem

Caixa Tem: cartão de crédito oferece descontos no programa Visa; confira

Nubank libera aumentos e até DOBRA limite dos clientes às vésperas do Natal

O Caixa Tem libera empréstimos de R$ 300 a R$ 1.000 em até 24 vezes com juros de 3,99% ao mês.  Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, afirmou: “nós (Caixa) poderemos aumentar esse crédito e reduzir os juros. Hoje, o que a Caixa está fazendo, nunca foi feito”.

Modalidades do empréstimo Caixa Tem

O empréstimo pelo aplicativo Caixa Tem possui duas linhas de crédito que são selecionadas automaticamente, conforme a necessidade do cliente. Veja:

Essa linha se destina ao uso pessoal, com destinação da quantia livre.

A instituição define essa linha como “crédito produtivo orientado para despesas com fornecedores, salário de ajudantes/funcionários, contas de água, luz e aluguel, compra de matérias-primas e mercadorias para revenda, entre outros.”

Rejeição no Crédito Caixa Tem

O usuário que desejar solicitar o empréstimo deve fazer a atualização no aplicativo, realizar a atualização de cadastro no ícone “Atualize seu cadastro” e enviar documento digitalizado e foto de rosto, para a análise que será feita em até dez dias.

Todavia, mesmo com a atualização do app e após a chegada da sua data, muitos clientes não tiveram a função liberada ou aprovada. Isso acontece porque toda a instituição que oferece modalidades de crédito realiza análises para entender o perfil dos solicitantes e definir as condições do pedido de empréstimo. Dessa maneira, os solicitantes do crédito pessoal e microcrédito passam por análises antes do valor ser liberado.

Entenda a análise do Caixa Tem

Geralmente, são feitas análises de crédito e score para que determinadas características sejam definidas, como:

  • Valor solicitado para empréstimo;
  • Prazo para quitar a dívida;
  • Taxa de juros e demais custos cobrados no crédito.

Essa análise busca entender de maneira detalhada o perfil do requerente do empréstimo do Caixa Tem e por essa razão são solicitados dados, como, por exemplo:

  • Renda;
  • Idade;
  • Quantidade de dependentes;
  • Profissão;
  • Grau de escolaridade.

Outro fator que é levando em consideração é a pontuação do score, que é avaliado da seguinte forma:

  • Abaixo de 300 pontos, o cliente possui alto risco de inadimplência;
  • De 300 a 700, o risco de inadimplência é médio.

A caixa disponibilizou em seu site informações sobre possibilidade de aumento do limite previamente ofertado.

O banco informa que “os valores liberados para empréstimo são baseados nas informações do cadastro atual do cliente e no histórico financeiro no momento da avaliação de crédito”. E alerta que o usuário deve “avaliar se o valor é útil para ele e se as parcelas cabem em seu orçamento, usando o valor liberado neste momento”.

Logo, se você não ficou satisfeito com o limite liberado, então vale a pena consultar sua pontuação de score e pendências financeiras nos sites de proteção ao crédito como SPC e Serasa.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Twitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: fizkes / Shutterstock.com





Link da fonte

Deixe uma resposta