Novo salário mínimo não terá aumento real; entenda


O deputado federal Hugo Leal (PSD-RJ), relator do Orçamento de 2022, aumentou para R$ 1.210 o valor previsto para o novo salário mínimo no próximo ano. Este  valor aparece em relatório apresentado nesta segunda-feira (20) pelo deputado à Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização da Câmara.

Atualmente, o salário mínimo está em R$ 1.100. O valor previsto no relatório para o novo salário mínimo leva em conta um aumento em 2021 de 10,04% do INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), indicador de inflação que é usado como referência para o reajuste do salário mínimo.

É provável que você também goste:

Veja os valores do salário mínimo, PIS/Pasep e aposentadoria para 2022

Novo salário mínimo vai alterar pensões e aposentadorias do INSS

2ª parcela do 13º salário é uma boa chance para investir; veja como

Só teremos o conhecimento da quantia exata do salário mínimo no próximo ano no início de janeiro, quando o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgará o percentual consolidado do INPC para o ano de 2021.

O valor de R$ 1.210 é R$ 41,44 superior aos R$ 1.169 planejados originalmente pelo governo na divulgação da proposta de Orçamento para 2022, em agosto deste ano.

O relatório elaborado por Hugo Leal precisará passar pela comissão da Câmara e, depois disso, pelo plenário.

O que o INPC significa para o novo salário mínimo

Chamado de “inflação da baixa renda”, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor é usado para corrigir o poder de compra dos salários. Para isso, considera as variações de preços da cesta de consumo da população assalariada com mais baixo rendimento.

Esse índice de preços tem como unidade de coleta estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços, concessionária de serviços públicos e internet. Além disso, a pesquisa abrange as famílias com rendimentos de 1 a 5 salários mínimos.

Inflação x salário mínimo

Na tarde da última quinta (16), o Banco Central anunciou por meio do Relatório de Inflação que a inflação calculada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deve encerrar este ano em 10,2%, considerando a taxa de juros (Selic) em 9,25% ao ano e o câmbio partindo de R$ 5,65.

Com essa afirmativa, a inflação ficará acima da meta que deve ser perseguida pela autarquia monetária. O relatório destacou “os aumentos já verificados de preços de gasolina, gás de bujão e energia elétrica. Para 2022, a projeção de administrados se reduz significativamente, refletindo principalmente a dissipação dos choques correntes, a bandeira de energia elétrica utilizada e a queda recente no preço do petróleo”.

Com isso, a alta prevista para o salário mínimo cobrirá apenas a inflação atual, não trazendo ganho real para o trabalhador.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Twitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Leonidas Santana / Shutterstock.com





Link da fonte

Deixe uma resposta