renda para ser inscrito no cadastro mudou; confira novo valor


Com a alta de 10,18% do salário mínimo, alguns benefícios que usam o piso salarial nacional como referência sofreram reajuste em seus valores. Esse é o caso, por exemplo, do Cadastro Único (CadÚnico), que passa a ter novos valores de renda para se cadastrar. Vejamos:

  • ganhar até meio salário mínimo por pessoa (R$ 606,00);
  • ganhar até 3 salários mínimos de renda mensal familiar (R$ 3.636,00).
  • ter renda superior a três salários mínimos (R$ 3.636), mas desde que o cadastramento esteja vinculado à inclusão em programas sociais nas três esferas do governo.

O CadÚnico é usado para reconhecer possíveis beneficiários de programas sociais que estejam em situação de pobreza e extrema pobreza.

Quais os programas sociais que utilizam o Cadastro Único?

São diversos programas assistenciais do Governo Federal que utilizam o CadÚnico como base para a seleção dos beneficiários:

Como se cadastrar no CadÚnico?

A prefeitura realiza visitas regularmente aos domicílios das famílias de baixa renda para fazer o cadastro. Contudo, a família que se enquadra nos critérios do CadÚnico e ainda não está inscrita pode procurar o Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) em sua cidade e requisitar o cadastramento.

Quais documentos necessários para o cadastro?

O responsável da família, preferencialmente uma mulher, deve apresentar o CPF ou Título de Eleitor.

Por outro lado, os responsáveis por famílias quilombolas ou indígenas têm a opção de apresentar um desses documentos de todos os integrantes da família:

  • Certidão de Nascimento ou Casamento;
  • CPF;
  • RG;
  • Certidão Administrativa de Nascimento do Indígena (RANI);
  • Carteira de Trabalho;
  • Título de Eleitor.

Para agilizar o atendimento, ajuda levar um comprovante de endereço (conta de água ou luz), mas isso não é obrigatório.

Além disso, é de extrema importância que após o cadastro da família, os dados estejam sempre atualizados.

Sempre que houver mudanças na família, como nascimento de um filho, mudança de endereço ou de trabalho ou quando alguma pessoa da família mudar de residência, o responsável pela família tem o dever de procurar o CRAS e realizar a atualização dos dados da família.​

Fiz meu cadastro no CadÚnico, mas ainda não fui selecionado para receber o benefício social que me interessei. Por quê?

​A inscrição no CadÚnico não garante a seleção da família para os programas sociais. A triagem acontece todo mês e a pessoa selecionada recebe um comunicado oficial pelo órgão gestor do programa em questão.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Twitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: rafastockbr / Shutterstock.com





Link da fonte

Deixe uma resposta